Quem aí nunca fez isso? Teve um pensamento contrário para que o contrário ao pensamento se tornasse real pois esse era o objetivo de tudo?
E não é que realmente acontece?!
O problema mora no fato de que se assim agirmos estaremos então alimentando o negativismo, sentimento contrário ao positivismo, assunto já abordado por aqui.
Esse sentimento de que "vai dar certo se eu fizer assim" gera em nós uma série de dependência que só nos faz sentir bem se o praticamos, a isso damos o nome de dependência.
Parece bobo e até inocente que de uma simples charge eu venha mexer nesse assunto, mas é assim que o mundo age, a astúcia é imensa e cabe a nós ver o que está oculto.
Deus não quer que dependamos de manias e do que muitos chamam de "toc" para nos sentirmos bem.
Um renomado escritor que admiro muito, já escreveu em diversas de suas obras sobre o poder da mente e como ela pode e influencia diretamente em nossas vidas.
O grande problema é que hoje não somos preparados e nem preparamos as futuras gerações para o que ele chama de "Educação Emocional". Já sabe quem é?
Augusto Cury coloca em suas obras essa que é a principal veia de suas pesquisas, mostrando na prática os resultados da educação emocional bem e mal sucedida.

A ideia desse post é que passemos a nos monitorar mais quanto aos nossos pensamentos, eles são geradores do que seremos futuramente, ele é quem comanda nossas atitudes e ações, é ele quem diz quem você é como pessoa, como ser.

Até :-)


Deixe um comentário